quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Presidente mundial da Shell diz que corrupção na Petrobras preocupa

Em conversa com Temer, Ben van Beurden diz confiar em capacidade da estatal

BRASÍLIA - O presidente mundial da petrolífera Shell, Ben van Beurden, disse nesta terça-feira que as notícias de corrupção envolvendo a Petrobras, de quem a empresa é parceira, preocupam. O executivo afirmou, no entanto, que acredita na capacidade de a estatal brasileira se recuperar. Ele se reuniu nesta tarde com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto.
A reunião, segundo Beurden, foi agendada para conversar sobre o ambiente de negócios nos país e para dizer que a petrolífera confia no governo brasileiro.
— Trabalhamos com a Petrobras há muitos anos. Ela é de classe mundial no que se refere à capacidade técnica, e isso não mudou. Óbvio que acompanhamos as manchetes e isso traz um grau de preocupação, mas a grande pergunta era se a empresa conseguiria manter os investimentos, e ela tem feito escolhas adequadas — afirmou Ben van Beurden.
O executivo disse que a Shell mantém a mesma confiança que tinha no Brasil no começo deste ano, quando comprou a britânica BG e se tornou o maior sócia da Petrobras.

— Vendo o plano de investimentos que a Petrobras apresentou recentemente, ficou claro que as prioridades estão no pré-sal, onde temos negócios conjuntos. Tudo o que venho ouvindo nesta visita ao Brasil ajuda a respaldar o país como um lugar seguro para investimentos e isso tem a ver com a segurança das regras e das leis — disse Beurden.
fonte: O Globo
Postar um comentário

Pena contra trabalho escravo deve ser maior, defende Raquel Dodge

Procuradora-geral falou na abertura de um seminário, em Brasília, sobre a sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos, que em deze...