sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Lava Jato: PF prende ex-presidente da OSX

Ex-CEO da petroleira ligada ao empresário Eike Batista foi levado para sede da Polícia Federal no Centro. Outros três mandados foram cumpridos

O DIA
Rio - A Polícia Federal cumpriu três mandados de prisão temporária, sete de condução coercitiva e 15 de busca e apreensão no estado do Rio de Janeiro, como parte da 34ª fase da Operação Lava Jato.  Um dos alvos da operação foi a sede da empresa OSX, no Centro do Rio. O ex-CEO da empresa Luís Eduardo Carneiro foi preso temporariamente na manhã desta quinta e levado para a sede da PF.
Outros três mandados foram cumpridos em Niterói, região metropolitana, Cabo Frio, na Região dos Lagos, e São João da Barra, norte do estado.

SAIBA MAIS:
Segundo o Ministério Público Federal, o ex-presidente do Conselho de Administração da empresa, Eike Batista, declarou ter recebido um pedido, em novembro de 2012, do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, também presidente do Conselho de Administração da Petrobras, para que fizesse um pagamento de R$ 5 milhões para o PT.

A 34ª fase da Operação Lava Jato, chamada de Arquivo X, investiga contratação, pela Petrobras, de empresas de Eike Batista para a construção de duas plataformas.
Em Minas Gerais, um diretor da empreiteira Mendes Júnior foi preso temporariamente e outro foi conduzido coercivamente para prestar depoimento. 


Postar um comentário

CARF vs ITAÚ: Escândalo do “financismo”

por: Paulo Kliass Jornais e televisão "se esquecem" de noticiar um escândalo de R$ 25 bilhões na esfera do Ministério da Faze...