sábado, 26 de dezembro de 2009

Petrobras lança processo seletivo para nível médio e superior, com variação salarial de R$ 1,6 mil a 5,6 mil

Redação
releases@guiaoffshore.com.br

Rio, 12:50 22/12/2009 -

A Petrobras divulgou nesta segunda-feira (21/12) edital de novo processo seletivo público. O concurso é destinado ao preenchimento de 622 vagas para 56 cargos de nível médio e superior. O edital está disponível no site da Petrobras (clique aqui) e no da Fundação Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br).
As inscrições estarão abertas de 12 a 29 de janeiro e poderão ser feitas através do site da Cesgranrio. Para nível médio, a taxa de inscrição é de R$ 27,00. Para nível superior, R$ 40,00.
Podem concorrer candidatos de nível técnico/médio para os cargos de inspetor de segurança interna júnior, técnico de administração e controle júnior, técnico de contabilidade júnior, técnico de estabilidade júnior, técnico de exploração de petróleo júnior (eletrônica, geodésia e geologia), técnico de informática júnior, técnico de inspeção de equipamentos e instalações júnior, técnico de logística de transporte júnior (controle e operação), técnico de manutenção júnior (elétrica, eletrônica, instrumentação e mecânica), técnico de operação júnior, técnico de projetos, construção e montagem júnior (edificações, elétrica, eletrônica, estruturas navais, instrumentação, máquinas navais e mecânica), técnico de segurança júnior, técnico de suprimento de bens e serviços júnior (administração, elétrica e mecânica), técnico de telecomunicações júnior e técnico químico de petróleo júnior.
Os candidatos de nível superior podem concorrer aos cargos de advogado júnior, analista ambiental júnior (biologia e oceanografia), analista de sistemas júnior (engenharia de software, infraestrutura e processos de negócio), auditor júnior, bibliotecário júnior, contador júnior, dentista júnior, enfermeiro do trabalho júnior, engenheiro civil júnior, engenheiro de equipamentos júnior (elétrica, eletrônica, inspeção, terminais e dutos), engenheiro de meio ambiente júnior, engenheiro de produção júnior, engenheiro de segurança júnior, engenheiro de telecomunicações júnior, engenheiro naval júnior, estatístico júnior, geólogo júnior, médico do trabalho júnior, nutricionista júnior, psicólogo júnior e químico de petróleo júnior.
As provas serão realizadas em 21 cidades do país. As datas das provas e das demais etapas do concurso podem ser consultadas no edital.
A remuneração mínima inicial varia de R$ 1.647,19 a R$ 5.685,07. Entre os benefícios, a Petrobras oferece previdência complementar (opcional), plano de saúde (médico, hospitalar, odontológico, psicológico e benefício farmácia) e benefícios educacionais para dependentes, entre outros.
Até 2013, a empresa deve admitir cerca de 9 mil pessoas, com objetivo de atender às demandas do Plano de Negócios 2009-2013, que prevê investimentos de US$ 174,4 bilhões nesse período.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Deputados aprovam o regime de partilha do pré-sal

Divisão dos royalties do petróleo é o ponto mais polêmico do texto. Votação de destaques pode acontecer na próxima semana.




O Plenário aprovou nesta quarta-feira o substitutivo do deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) para o Projeto de Lei 5938/09, do Executivo, que cria o regime de partilha de produção a ser aplicado nos contratos futuros de exploração do petróleo do pré-sal. Os deputados não concluíram a votação dos destaques devido à grande polêmica sobre os critérios de divisão dos recursos dos royalties entre os estados produtores e não produtores.
Uma emenda dos deputados Humberto Souto (PPS-MG) e Ibsen Pinheiro (PMDB-RS), que não chegou a ser votada, preservava as parcelas de royalties e de participação especial da União e propunha a divisão do restante entre estados e municípios segundo os critérios dos fundos constitucionais (FPM e FPE).
Isso valeria tanto nos contratos de partilha quanto nos de concessão, mas o impasse entre governo e oposição e um possível racha dentro da base aliada levaram os líderes a concordarem com o presidente Michel Temer quanto à necessidade de adiamento da votação.
O artigo que seria incluído pela emenda entraria em conflito com outros pontos do texto já aprovado e que preveem regras diferentes para a divisão de royalties dos contratos de concessão do pré-sal e da participação especial.
Abaixo mostra como era e como ficou a divisão dos royalties do pré-sal já licitado, segundo o texto que prevalece até o momento:

Destino                  Lei atual                     Substitutivo

Estados produtores  26,25%                     26,25%

Municípios produtores 26,25%                   18%

Fundo p/ estados 8,75%                             22%

Fundo p/ municípios 8,75%

Municípios afetados pelo embarque e desembarque 8,75%                5%

Comando da Marinha 17,5%                          8%

Ministério da Ciência e Tecnologia 12,5%         12%

Total                                         100%        100%



Justiça
Para o relator Henrique Eduardo Alves, o seu substitutivo apresenta uma solução negociada que evitará ações na Justiça. Entretanto, sobre a emenda que ainda irá a voto ele disse que a Casa "é soberana para decidir” e que o objetivo não é dividir as bancadas.
Apesar da redução do percentual destinado a municípios produtores, segundo o substitutivo, eles poderão participar do rateio do fundo para todos os municípios brasileiros, segundo os critérios do FPM.
Pelo texto aprovado, isso não será possível aos estados produtores, cujos recursos a que teriam direito no fundo para todos os estados serão redistribuídos aos não produtores, com base nos critérios do FPE.


Participação especial

Contra a posição da equipe econômica do governo, o relator, que também é líder do PMDB, aceitou emenda do líder do PSB, Rodrigo Rollemberg (DF), prevendo divisão dos recursos da chamada participação especial.
Essa participação é um adicional que as petrolíferas devem pagar quando a produção atingir grande volume. Atualmente, os recursos vindos dela correspondem a cerca de 2/3 dos conseguidos com o pagamento de todas as indenizações pela exploração do petróleo.
A ideia é destinar mais dinheiro aos estados e municípios não produtores já nos próximos anos, pois os recursos dos contratos futuros de exploração do pré-sal somente serão gerados daqui a cerca de oito anos e sobre eles não haverá pagamento de participação especial.
A nova divisão refere-se apenas à participação paga sobre o petróleo já licitado do pré-sal. Pela lei vigente, metade fica com a União e metade com estados (40%) e municípios (10%) produtores.
O texto aprovado tira 15 pontos percentuais da parcela da União, direcionando 5 pontos a todos os municípios e 10 pontos a todos os estados. Da mesma forma que nas outras divisões, os estados produtores não poderão participar dessa repartição, ao contrário dos municípios produtores. Os critérios também serão os do FPM e do FPE.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Confira o trailer de "Ouro Negro" filme nacional

Demorou, mas finalmente sai um filme nacional sobre o Petróleo. Vamos torcer para que os fatos não tenham sido maquiados.

A produção nacional “Ouro Negro“, com direção de Isa Albuquerque, acaba de ganhar seu primeiro trailer.

O filme trata da aventura da descoberta do petróleo no Brasil a partir dos anos 10, e dos pioneiros idealistas. Também inspirado em fatos e personagens reais, o filme reconstitui vários episódios que culminaram com a abertura do primeiro poço produtivo no país, em Lobato, na Bahia, em 1939
Estão no elenco os atores Danton Mello, Thiago Fragoso, Maria Ribeiro, Luisa Curvo, Chico Dias, Odilon Wagner e Daniel Dantas.
Veja o trailer http://www.pipocablog.com/post/2855/2855

domingo, 6 de dezembro de 2009

Hexacampeão! Mengão levanta poeira no Maracanã!

Rubro-Negro vira para cima do Grêmio e acaba com jejum de 17 anos sem ganhar o Brasileiro

LUIZ FERNANDO PECIS RIO DE JANEIRO



Valeu a pena esperar. Depois de 17 anos, o torcedor do Flamengo nos quatro cantos do país pode encher os pulmões para gritar: Hexacampeão! Sob o comando de Pet e Adriano dentro de campo e Andrade fora dele, o Rubro-Negro conseguiu uma recuperação impressionante, que foi coroada com a vitória de 2 a 1 sobre o Grêmio neste domingo, no Maracanã. Os heróis foram os zagueiros David e Ronaldo Angelim, com Róberson descontando para o Tricolor gaúcho.
O sofrimento da torcida foi grande. Para quem esperava um Grêmio submisso, se surpreendeu quando os gaúchos prenderam a bola e começaram a tomar conta do jogo logo nos primeiros instantes.


Flamengo vence o Grêmio e é hexacampeão brasileiro

O Flamengo, talvez ansioso, talvez assustado, não conseguia acertar os passes e nas poucas saídas de bola entregava a jogada para o Tricolor. Ainda assim, Adriano ainda teve duas chances na entrada da área, mas não estava com o pé calibrado.

A postura não demorou em causar problemas em uma festa que parecia confirmada. Aos 21 minutos, Douglas Costa cobrou escanteio, a marcação parou e Róberson apareceu para dar um toque sutil e abrir o placar, para a perplexidade de todos no Maracanã.

Mas parecia que o time precisava levar o golpe para acordar. A torcida, que andava meio quieta, começou a cantar e deu gás para a reação. E na base da pressão, mesmo sem muita criatividade, o Mengão chegou ao empate. Aos 30, Pet cobrou escanteio, Adriano dividiu pelo alto e a bola sobrou para o zagueiro David mandar uma bomba sem chances para Marcelo Grohe, empatando a partida. E a virada só não veio antes do intervalo porque o goleiro gremista fez grande defesa em cobrança de falta de Adriano.

A etapa final começou equilibrada. Mas foi o Flamengo quem assustou mais e teve duas boas chances de marcar. Na primeira, Adriano cabeceou para fora com perigo. Na segunda, Airton subiu mas parou na grande defesa de Grohe. Léo Moura e Willians também criaram bom lance pela direita, mas o lateral foi desarmado antes da finalização.

Só que uma festa tão bonita merecia um final mais feliz. E ele não poderia ter uma execução mais perfeita. Pet cobrou escanteio novamente e Ronaldo Angelim, que participou de todas as conquistas recentes do clube, desviou de cabeça e causou uma explosão de felicidade no Maracanã.

Com pouco mais de 20 minutos para o fim do jogo, o Grêmio pouco ofereceu perigo e o Fla perdeu várias oportunidades de marcar o terceiro. Mas não precisava. De virada, sofrido, é muito melhor. Faz a festa, Mengão!

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 X 1 GRÊMIO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Data/Hora: 6/12/2009 - 17h (de Brasília)

Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa/PR)

Auxiliares: Alessandro de Matos (Fifa/BA) e Carlos Berkenbrock (Fifa/SC)

Renda/Público: R$ 2.030.430,00/78.639 pagantes

Cartões Amarelos: David, Willians, (FLA); Douglas Costa, Marcelo Grohe, Lucio e Adilson (GRE)

Cartão Vermelho: Não houve.

GOLS: Róberson, 21'/2ºT (0-1); David, 30'/2ºT (1-1) e Ronaldo Angelim, 24'/2ºT (2-1)

FLAMENGO: Bruno, Léo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Airton, Toró (Everton, 15'/2ºT), Willians e Petkovic (Fierro, 28'/2ºT); Zé Roberto (Kléberson, 37'/2ºT) e Adriano. Técnico: Andrade.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Mário Fernandes, Leo, Thiego e Fábio Santos; Adilson (Mithyuê, 42'/2ºT), Túlio, Maylson e Lúcio; Douglas Costa e Róberson (Bergson, 25'/2ºT). Técnico: Marcelo Rospide.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Indenização por morte em acidente de trabalho

Confira os 2 tipos de indenização a que têm direito os parentes de funcionário que morre após acidente de trabalho. A indenização por dan...