quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

'Vaca não lambe bezerro da outra', diz voto sobre mulher de Cabral

Desembargador Ivan Athié foi o único a votar favoravelmente à prisão domiciliar da ex-primeira-dama

POLÍTICA 
O desembargador federal Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal (TRF) do Rio, foi o único a votar em favor da concessão de prisão domiciliar à ex-primeira-dama Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral.
O argumento utilizado por Athié chamou atenção na sessão realizada na quarta-feira (14): “Nenhuma vaca lambe o bezerro da outra”, referindo-se ao fato de que a advogada tem dois filhos menores de idade, de 10 e 14 anos.
As informações são da coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo. Por outro lado, a procuradora federal Silvana Batini relembra que o país tem 36 mil mulheres presas, o que representa 7% da população carcerária. Muitas delas têm filhos menores, mas permanecem presas.

Postar um comentário

Pena contra trabalho escravo deve ser maior, defende Raquel Dodge

Procuradora-geral falou na abertura de um seminário, em Brasília, sobre a sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos, que em deze...