terça-feira, 26 de julho de 2016

Com saída da Petrobras, governo planeja controlar mercado de gás natural

Atualmente, a Petrobras é praticamente monopolista na produção e transporte de gás natural
Como parte do plano de desinvestimentos da Petrobras, que espera sair da operação do mercado de gás natural, o governo federal estuda criar um operador nacional, aos moldes do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), órgão que controla o fluxo de energia no Brasil.
De acordo com funcionários do governo, as diretrizes da saída deverão ser apresentadas ao mercado no fim de setembro, proposta de resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).
Segundo informações da Folha de S.Paulo, o mercado vê com bons olhos a criação de um operador nacional no mercado de gás, diante da necessidade de reduzir os riscos a entrada de novos fornecedores de gás.
"Em um ambiente com múltiplos transportadores e fornecedores de gás, é preciso ter um organizador do sistema", afirma o consultor Marcio Balthazar, da NatGas.
Atualmente, a Petrobras é praticamente monopolista na produção e transporte de gás natural.
Segundo a Associação Brasileira dos Grandes Consumidores de Energia (Abrace), que defende a proposta, a figura do operador nacional é utilizada em países como Inglaterra, Espanha e Noruega.


Postar um comentário

Pena contra trabalho escravo deve ser maior, defende Raquel Dodge

Procuradora-geral falou na abertura de um seminário, em Brasília, sobre a sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos, que em deze...