quinta-feira, 12 de abril de 2012

PetroChina supera Exxon e lidera em produção de petróleo

Uma grande mudança está acontecendo nas principais empresas que controlam o mercado de petróleo - uma gigante americana está atrás de uma principiante chinesa. A Exxon Mobil não é mais a maior produtora de petróleo negociada em bolsa do mundo. Pela primeira vez, o título vai para uma empresa chinesa de 13 anos chamada PetroChina, criada pelo governo chinês para garantir mais petróleo para a economia crescente do país.

Ontem, 29 de março, a PetroChina anunciou que produziu 2,4 milhões de barris por dia no ano passado, ultrapassando a Exxon em 100 mil barris. A companhia cresceu rapidamente na última década ao conseguir "espremer" os campos de petróleo mais velhos da China e gastando mais do que companhias ocidentais para adquirir mais reservas de petróleo em locais como Canadá, Iraque e Qatar, motivada pela necessidade de garantir a maior quantidade possível de petróleo.

A produção da empresa chinesa aumentou 3,3% em 2011 enquanto a da Exxon caiu 5%. Aliás, a produção da Exxon ficou atrás ainda da Rosneft, da Rússia. A ascensão da PetroChina destaca a diferença fundamental sobre como as maiores companhias de petróleo planejam abastecer o mundo uma vez que os novos depósitos se tornam mais raros e passa a ser mais caro produzir.


A maioria das grandes empresas de petróleo estão atrás de novos campos para substituir os poços atuais. A PetroChina tem uma missão diferente. O governo chinês detém 86% das ações e a China utiliza quase toda gota de petróleo que a companhia produz. O apetite dos chineses por gasolina e por outros produtos petrolíferos deve dobrar entre 2010 e 2035. "Devemos ir adiante", comentou o presidente da empresa chinesa, Jiang Jiemin.

fonte: NN 
Postar um comentário

Funcionário da JBS morre após cair em máquina de processamento de aves

A JBS informou que o acidente aconteceu durante a higienização de um dos equipamentos da fábrica O funcionário da JBS, José Eudes Ferrei...