quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Resposta ao Artigo sobre Cursos


Curso de Petróleo e gás é perda de tempo e dinheiro


Marcos Valério Silva, fala sobre a área de atuação dos profissionais de Petróleo e Gás, com uma critica sobre os cursos de nível técnico e tecnológico.

Gostaria de escrever este texto em forma de carta endereçada aos jovens desse país que estão perdendo tempo e dinheiro em cursos de Petróleo e Gás. Os cursos de Petróleo e Gás a que me refiro neste artigo, são os de nível médio ou que formam tecnólogos. Não me refiro aos cursos de especialização, pois nestes casos o indivíduo já será um profissional e está apenas buscando um diferencial em relação a outros candidatos.

Sou profissional offshore a vinte e dois anos, trabalhando na área de robótica submarina (ROV). Durante este tempo, trabalhando no Brasil e no exterior, aprendi o bastante para orientar jovens no ingresso nas carreiras de Petróleo e gás.

Não parece meu caro, tenho 8 anos de experiência, sou tecnólogo e com muito orgulho, tenho uma PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOLOGIA E GEOFÍSICA DE POÇOS EM RESERVATÓRIOS DE PETRÓLEO E GÁS, e não vejo o senhor com bagagem para está orientando ninguém. Isso é função para pedagogos e afins.

Tenho sido contactado por vários jovens que, após completar o curso de Petróleo e Gás, vêm me procurar pedindo orientação de como ingressar no mercado de trabalho. Estes novos cursos são de nível médio ou tecnólogos de nível superior. Neste momento já é tarde, perderam tempo e dinheiro.

Nunca soube que investir em educação fosse perder dinheiro. Quanto não conseguir uma colocação isso vai muito da estratégia de cada um. Conheço advogados que não estão atuando por falta de colocação, médicos, engenheiros e outros. Qual o curso que você vem orientando esses jovens e que tem a garantia de colocação? Quero fazê-lo também, pois queria está mais bem colocado hoje.

Ocorre que estes jovens profissionais não possuem nenhuma formação específica exigida pelo mercado de trabalho na Indústria do Petróleo e gás. Muitos cursos sequer levam os estudantes para visitar uma plataforma.

Não vejo nenhum estudante de direito defendendo ninguém em um tribunal, nunca vi um estudante de medicina sendo chefe de um hospital ou conduzindo uma operação, um estudante de engenharia comandando uma implosão. Quem te informou que uma pessoa tem que ir a uma plataforma para saber o que tem lá? Um piloto de avião só recebe o brevê depois de mais de 1000h em um simulador e sem nunca ter pisado em uma aeronave.

Estes cursos são genéricos demais, dão uma visão genérica da pesquisa, exploração e produção do ouro negro, mas não especializam o estudante em nenhuma área de trabalho.

Não é a mesma coisa de um clínico geral?

Esses alunos melhor fariam se tivessem feito cursos de solda, plataformista, operador de rádio, hotelaria e cursos em áreas que realmente teriam aplicação prática na nossa indústria.

Que conselho bom! O aluno deve fazer um teste vocacional e não ser orientado segundo sua vontade. Você não acha? Existem profissionais sérios para isso. E esses cursos têm garantias de colocação? Eles são práticos? Qual a diferença que eles apresentam em relação aos que você critica?

Você já viu algum anúncio nos jornais procurando técnicos ou tecnólogos de Petróleo e Gás? Nem a Petrobrás precisa desses profissionais.

Eles preferem contratar técnicos em edificações, técnicos em eletrotécnica e outros técnicos para perfurarem poços. Parabéns a Petrobras!!! Talvez seja por isso que mais de 90% das operações de exploração sejam terceirizados e em produção mais de 50%. Devemos lembrar que eles são os maiores patrocinadores do PROMINP. Você conhece o PROMINP?

Pode ver os editais de concurso que vocês não verão a especialidade de Petróleo e Gás, isso nem é uma especialidade e sim um setor da Indústria.Quando você vê um anúncio pedindo um engenheiro de petróleo, ele está se referindo à engenheiros formados em outras áreas e que adquiriram especialização na escola da Petrobrás na Bahia, e/ou têm formação prática em plataformas.

É como se fizessem um curso para formar professores, ensinando somente a história da educação no Brasil e no Mundo. Neste caso não seriam ensinadas técnicas pedagógicas, psicologia infantil, métodos de pesquisa e tudo mais que um professor precisa para estar dentro de uma sala de aula.

O número de profissionais que a Indústria do Petróleo precisa para trazer o óleo e gás até o consumidor final, é muito grande. Esses profissionais são mecânicos, técnicos de eletrônica, mecatrônica, eletricidade, engenheiros nas mais diversas áreas de atuação, profissionais da área de segurança e meio ambiente, enfermeiros, operadores de rádio, profissionais de hotelaria etc. Existem também os profissionais de apoio em terra, como contadores, administradores, secretárias etc.

Essas são algumas das formações básicas que o mercado de trabalho exige para o ingresso do profissional na Industria do Petróleo. Quando se faz um curso de petróleo e gás, não se aprende nada específico que o mercado exige. São cursos teóricos que não serve de base para nenhum trabalho técnico ou operacional da cadeia produtiva do petróleo.

A maioria dos cursos são teóricos. Quanto desconhecimento você possui. Hoje muitos dos cursos são até a distância. Como que não aprende nada específico. Procure o SENAI, O Anderson Cunha e muitos outros. Um profissional que vai perfurar um poço precisa saber o que, além de equipamentos e sistemas de perfuração? Talvez eletrônica para manusear cunhas e chaves flutuantes? Você tá brincando!!!

Na minha área específica, a robótica submarina, o candidato precisa ser formado em eletrônica, mecatrônica, mecânica, eletricidade e atividades afins. Somente depois de concluir um desses cursos, o profissional pode ingressar em uma empresa para aprender a trabalhar com ROV ou ainda fazer um curso de ROV em Macaé. A empresa RRC, consultoria e cursos, é uma das poucas escolas do Brasil na área de robótica submarina.

Para saber mais sobre ROV, pode-se ler o meu outro artigo neste site, chamado “O ROV na Indústria do Petróleo”.

Até que enfim você falou algo concreto. Por que essa mágoa toda? Você deveria ter se concentrado nesse seguimento que parece conhecer e não seguir por trilhas que deve ter ouvido falar em algum fumodrómo de alguma plataforma que você deve ter embarcado.

Neste artigo gostaria de fazer um alerta aos jovens e aos seus pais que, pensando em preparar seus filhos para entrar no grande mercado que se abrirá, devido a exploração do pré-sal, estão, na realidade, gastando tempo e dinheiro em um curso que não os levará a lugar nenhum.

Os jovens devem fazer medicina, direito, administração, contabilidade e outros. Na verdade devem fazer o que lhe for mais conveniente. O sol nasceu para todos!!!!

Cheguei até a escrever uma carta ao Ministério da Educação sobre esse assunto, mas não tive nenhuma resposta.

Eles devem ou deveriam ter mais o que fazer. E que resposta você gostaria de receber? Que eles vão fechar todos os cursos do país que não garantem vagas de trabalho, ou que não leve o aluno a uma plataforma. Você como profissional da área deve saber quais os pré-requisitos para subir alguém a bordo? Melhor que ninguém deveria saber que é impossível subir com aluno em uma plataforma. Vamos ficar sem escolas. O curso mesmo que você citou acima nem todos que fazem saem empregados. Não é? Ou estou mentindo?

Decidi, portanto, usar a força da internet, para divulgar este alerta. Os donos de escolas e faculdades, têm dinheiro e enorme poder de lobby junto aos congressistas,

Usou mal!!! E ainda defendendo a velha tese da conspiração. Essa já está manjada! Tente outro caminho. Meu caro! Ninguém o obrigado a fazer curso nenhum. Estuda quem quer, o que quiser e como quiser.

logo não haverá interesse em alertar os nossos jovens de que estão perdendo tempo em vez de se prepararem em cursos que realmente os ajudarão no futuro.

Quais são esses cursos?

Espero ter ajudado e me ponho à disposição para esclarecer dúvidas remanescentes.

Abraço a todos e boa sorte,

Marcos Valério Silva.

Não sei como esse conceituado blog lhe deu espaço para falar tantas coisas sem fundamentos.

 

Boa Noite! Andre Costa - www.andrecostapetroleo.blogspot.com

 


 
Postar um comentário

Funcionário da JBS morre após cair em máquina de processamento de aves

A JBS informou que o acidente aconteceu durante a higienização de um dos equipamentos da fábrica O funcionário da JBS, José Eudes Ferrei...