quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Dúvidas de Alunos

Olá André,

Seguinte, eu  escrevo para você, que é um tecnólogo de petróleo e gás, assim como eu serei no final deste ano, porque hoje li o post do dia 23 em que você critica um artigo que fala que os cursos de técnico e tecnólogo são perda de tempo.

Eu  sou formado em sistemas de informação na Universidade Potiguar em Natal, trabalhei por alguns anos na área e depois percebi que não era o que eu queria. Então ano passado conheci um amigo que fazia o tecnólogo de petróleo e gás na UnP e resolvi fazer, e me identifiquei bastante com o curso, principalmente na área de perfuração(cimentação, canhoneio... etc). Porem já tenho 29 anos e to meio que perdido no que fazer quando terminar esse curso de tecnólogo.

Então me bateu a duvida. Na minha idade é melhor eu tentar emprego com a minha graduação em sistemas mais a de tecnólogo? devo partir para fazer um curso técnico? em mecânica por exemplo ou começar uma engenharia(Na UnP em 2 anos e meio eu termino a engenharia de petróleo aproveitando disciplinas).

Então gostaria de sua opinião sobre qual direcionamento devo traçar para os meus estudos, sabendo que eu sei que vou ter que sair aqui de Natal para conseguir emprego, pois aqui não tem quase nada de emprego na área.

Abraços, parabéns pelo site e muito obrigado pela atenção,

 

Daniel Gouveia Sobral  @danielgsobral

 RESPOSTA:

Boa tarde! Se você tem a possibilidade de fazer uma engenharia, faça!!! Fazer um técnico para que já seja graduado, acho que só se justifica caso você já tenha algum trabalho em vista. Seu currículo vai ficar muito pesado para atuar como técnico. Entende? O tecnólogo ainda é desconhecido pela maioria dos empregadores e acho que o que ocorre é um lobby de graduados, pois o curso de tecnólogo é bom (depende da instituição, mas essa observação vale para qualquer curso de bacharelado) e seriamos uma ótima mão de obra para uma equipe multidisciplinar. Mas acredito que o tempo mostrará como os empregadores estavam enganados. Quanto ao trabalho crie currículos específicos para cada empregador. O que sair primeiro você entra.
Postar um comentário

CARF vs ITAÚ: Escândalo do “financismo”

por: Paulo Kliass Jornais e televisão "se esquecem" de noticiar um escândalo de R$ 25 bilhões na esfera do Ministério da Faze...