quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Gás natural: benefícios chegam ao comércio e às residências da capital mineira

A cada dia, mais estabelecimentos comerciais de Belo Horizonte abraçam os benefícios do gás natural. A novidade já conquistou 37 consumidores e, de acordo com o engenheiro da área comercial da Gasmig, Flávio Ramos, o mercado urbano pode crescer ainda mais com a consolidação do projeto Anel Sul, principalmente com a sua ampliação para outros bairros da região, como Sion, Belvedere, Buritis e Vila da Serra.
Entre os novos clientes, está o Pizzarella, restaurante estabelecido há 41 anos no bairro Santo Agostinho. O gás natural está sendo utilizado na cozinha e nos fornos de pizza. O sócio-proprietário e gerente do estabelecimento, Nelson Soares Nogueira Júnior, afi rma que a economia e a segurança foram fatores determinantes para a escolha pelo energético. “Pelas contas iniciais, o preço será melhor. Além disso, tem a diminuição do risco de explosão, porque é um gás mais leve que o ar e se dissipa se houver vazamento, diferentemente do GLP. O energético utilizado anteriormente também deixava grande quantidade de resíduos nos fogões e nas panelas”, comenta.
Avanço na popularidade
O aumento no número de clientes desse segmento está popularizando o uso do gás natural na capital mineira, como já ocorre em São Paulo, no Rio de Janeiro e em outras partes do mundo. “Não temos essa cultura por aqui, é algo novo no mercado, estamos acostumados a comprar gás no cilindro”, conta o proprietário da Academia Samurais, presente no bairro Santo Agostinho há 50 anos, Marco Antônio Braga, outro novo cliente da Gasmig. 
De acordo com ele, a possibilidade de receber o gás encanado e contínuo, com a medição no próprio local, é muito conveniente. “Eu já tinha pensado em usar o gás natural e é muito bom saber que vou contar com essa comodidade”, afi rma Marco Antônio. Com a chegada do gás natural, o aquecimento de duas saunas e da água de seis chuveiros será feito pelo energético. “Espero baixar o custo e garantir pressão normal no fornecimento, algo que não acontece atualmente, uma vez que o GLP, na fase fi nal do cilindro, não fornece a pressão necessária à caldeira”, complementa.
Com o início da operação nos primeiros clientes comerciais, a expectativa é de que mais comerciantes se sintam seguros em fazer a opção pelo gás natural, alavancando o crescimento das vendas para o segmento. “Desde que iniciamos o trabalho de captação no bairro Santo Agostinho, o grande desafi o tem sido conquistar a confiança do mercado em um produto novo e pouco conhecido do público mineiro, mas as perspectivas são as melhores, já que ele vem sendo muito bem-aceito, seja nas residências ou nos estabelecimentos”, analisa o especialista da Gasmig, Leonardo Maia.  
Divulgação
Para alavancar a expansão do gás natural entre os estabelecimentos comerciais e residenciais na região Centro-Sul de Belo Horizonte, a Gasmig vem investindo em diferentes formas de divulgação, de modo a tornar o produto mais próximo dos belo-horizontinos. A campanha tem o objetivo de informar a disponibilidade do energético nos bairros Santo Agostinho e Lourdes, focando em seus principais atributos: praticidade, economia e sustentabilidade. Entre as ações desenvolvidas, destaque para embalagens da Gasmig em pizzarias e padarias, displays de mesa e anúncios em TVs corporativas nos bares, restaurantes, farmácias, salões de beleza, elevadores e adesivos em espelhos de academias de ginástica.
Ampliação dos negócios

O segmento do mercado comercial urbano também apresentou avanços na captação de clientes fora da região do Anel Sul. Exemplo disso foi o contrato celebrado entre a Gasmig e o Ramada Encore Minascasa, hotel localizado no Vetor Norte de Belo Horizonte, importante polo de investimentos do Estado. O empreendimento será inaugurado em fevereiro de 2014, com foco no atendimento às demandas da Copa do Mundo, e já iniciará suas operações com a utilização do gás natural.

fonte: Gasmig
Postar um comentário

Funcionário da JBS morre após cair em máquina de processamento de aves

A JBS informou que o acidente aconteceu durante a higienização de um dos equipamentos da fábrica O funcionário da JBS, José Eudes Ferrei...